FEnf participa do Unicamp Afro 2019!

 

            No período de 14 a 21 de novembro de 2019, a Faculdade de Enfermagem participou do Unicamp Afro, que tem como objetivo resgatar e valorizar os traços afro-brasileiros que compõem a construção da identidade do país, através de várias atividades, como oficinas, palestras e apresentações, além da realização da I Feira Afro-Brasileira da Unicamp.

            Na FEnf, as atividades realizadas foram oficinas para decoração do prédio, sessão fotográficas com a população negra da nossa faculdade e exposição das fotos no hall de entrada, mesa redonda e roda de conversa. Além disso, foram abordados de forma lúdica, através de intervenções colocadas nos banheiros e elaboração de uma linha do tempo no decorrer da rampa de acesso ao primeiro piso da faculdade, a história da população negra no Brasil, reconhecimento de personalidades negras e apresentação de dados que demonstram a vulnerabilidade vivida pelo povo negro.

            Sob coordenação da Profa. Dra. Débora de Souza Santos e colaboração das funcionárias Ruana Luiz Ferreira da Silva, enfermeira da FEnf e Letícia Fabiane Zanotto, responsável pelo setor de comunicação e dos alunos Gabryelle Vitória Rodrigues dos Santos, Giovanne Paulino, Graziele Alexandre Fernandes, Guilherme Dumas, Luana de Castro, Pedro Antônio Teodoro de Moraes, Thales Wallace Cosmo de Carvalho e Valéria Maria Amorim, o evento foi um sucesso.

O tema abordado na Roda de Conversa no dia 19/11 foi “Saúde da Mulher Negra” com a convidada Cinthia Villas Boas, Psicóloga, educadora social, militante no movimento negro e de juventude e vice-presidente do Sindicato dos Psicólogos do Estado de São Paulo.

A mesa redonda realizada no dia 21/11 abordou o tema “Racismo Institucional, Apropriação Cultural e Lugar de Fala”, com a convidada Aparecida do Carmo Miranda, mestra em saúde coletiva Assistente Social do programa de HIV no Hospital DIA, pesquisadora em serviço com recorte racial e militante do movimento negro de Campinas e com os convidados Jordana Barbosa, doutoranda em antropologia social pela Unicamp, mestra em antropologia social e bacharelada em jornalismo pela universidade federal de Goiás. Integrando do coletivo kilombagem e do Núcleo de Consciência Negra da Unicamp, que pesquisa tradição oral africana, feminismo negro e movimentos negros e Pedro Guilherme Simões Costa, filho de quilombolas oriundos do interior de Minas Gerais e graduando em ciências sociais, além de ser integrante do Núcleo de Consciência Negra da Unicamp.

A identidade de um grupo se constrói por meio de uma relação direta com a memória da história; sendo assim os temas abordados durante a programação do novembro negro, foram temas de suma importância, pois trataram particularidades vividas pela população negra, que são reflexos de todo o contexto histórico vivido desde a época da escravidão, e mostrou o quão necessário e importante é olhar, estudar, entender e falar sobre as demandas desta população. O cenário vem se modificando a cada dia e cabe a nós atualizarmos e lutarmos para que mais mudanças ocorram e garantam os direitos e façam cumprir os deveres para com a população negra, é preciso resistir.

 

O objetivo da programação da FEnf foi de compartilhar ciência e experiência com gente preta que se dedica a estudar e pesquisar a história de nossos ancestrais negros e todos os desafios inerentes à construção de caminhos dignos e justos.

A Faculdade de Enfermagem parabeniza a iniciativa de todos os envolvidos e busca sempre apoiar toda causa e movimento de igualdade.

 

1
2
3
4
5
6
7
81
9
11
12
13

Compartilhe

   No período de 09 de setembro de 2019 a 28 de fevereiro de 2020, a discente do Programa de Pós-graduação da Faculdade de Enfermagem (FEnf), nível Doutorado, Tamires Patrícia Souza realizou Doutorado Sanduíche no Exterior pelo Programa Institucional de Internacionalização – CAPES – PrInt na University of Manchester, em Manchester,…

À Comunidade da Unicamp  A humanidade vive um momento de grande apreensão. Esta não é a primeira vez que uma pandemia ameaça as vidas de milhões de pessoas. No entanto, a rapidez com que governos e cientistas estão reagindo aos acontecimentos é inédita. Em um prazo incrivelmente curto, descobriu-se quem era o inimigo, programaram-se medidas…

   Uma parceria entre a docente Profa. Dra. Maria Helena Baena de Moraes Lopes e a discente do Programa de Pós-graduação em Enfermagem, nível Doutorado, Ana Cláudia Barbosa Honório Ferreira gera como fruto um capítulo no livro "Artificial Intelligence in Precision Health" escrito por diversos autores renomados.    O…

  Campinas, 16 de março de 2020