Maria Isabel Pedreira De Freitas
Professora Colaboradora


Redes Sociais
Resumo

Possui graduação em Enfermagem Saúde Pública pela Universidade de São Paulo (1971), mestrado em Enfermagem pela Universidade de São Paulo (1977), doutorado em Enfermagem pela Universidade de São Paulo (1992), pós doutorado pela Kapostidrian University of Athens em 2005 junto à Profa. Dra. Heleni Teodosopoulous e defendeu sua Livre Docência em 2008 pela Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Estadual de Campinas. Foi membro da Comissão de Especialistas em Educação em Enfermagem de 2000-2002 e 2002 a 2004. É lider do Grupo de Pesquisa e Estudos em Processamento de Artigos de Saúde - GPEPAS, pelo CNPq.

Atualmente é Diretora da Faculdade de Enfermagem da Unicamp, desde dezembro de 2014. É Professora Associada da Faculdade de Enfermagem da Unicamp. Foi chefe do Departamento de Enfermagem da Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Estadual de Campinas (2008/2010 e 2010/2012), até que o Departamento de Enfermagem fosse reconhecido como Faculdade de Enfermagem no dia 07 de agosto de 2012.

Tem experiência na área de Enfermagem, com ênfase em Enfermagem Médico-Cirúrgica, atuando principalmente nos seguintes temas: processamento de artigos críticos de saúde, intra e extra hospitalares, agentes de esterilização, controle de infecção hospitalar, nutrição enteral e parenteral e assistência de enfermagem.

É sócia fundadora da Sociedade Brasileira de Nutrição Parenteral e Enteral em 1975 e nela vem atuando ativamente até o momento, com participação nas entidades afins como a American Society of Parenteral and Enteral Nutrition, Federación Latino-Americana de Nutrición Parenteral y Enteral e da European Society of Parenteral and Enteral Nutrition. É membro da Sociedade Brasileira de Enfermeiros de Centro Cirúrgico e Centro de Material Esterilizado - SOBECC.

Vem desenvolvendo projetos de extensão na área dos institutos de beleza, com foco no processamento de materiais perfurocortantes usados pelas manicuras, pedicuros e podólogas, tendo desenvolvido três cursos para operacionais nos salões de beleza e institutos de podologia.(1 em 2015 e 2 em 2016). Esse projeto de extensão é decorrente de investigações desenvolvidas em municípios como Campinas e Campo Limpo, para se identificar como vem sendo processado os materiais usados nos salões de beleza. Na área de assistência hospitalar, investiga ações a serem realizadas nos pacientes que tenham por base dados de evidencia nos temas de sonda nasogástricas e uso de laringoscópios.